Cosméticos Veganos Fazem Sucesso Com Quem Busca Produtos Mais Naturais

Ainda existem muitas dúvidas sobre “o que os veganos não podem comer? ” Na dieta vegana é essencial que não contenha carne, seja ela vermelha ou branca, mel, ovos, além de leites e derivados, como queijos e iogurtes. Por esse motivo, a carência de vitamina B12, ferro, cálcio, ômega-3 e outros nutrientes são comuns no grupo. ayurveda Nesse sentido, é muito importante conhecer o conceito por trás de nomenclaturas como vegano, cruelty free, natural e orgânico, por exemplo. Afinal, apesar de serem uma alternativa eco-friendly ao consumo tradicional, os termos possuem significados diferentes e, consequentemente, com seus valores e processos de produção.

Os produtos industrializados são um grande desafio para os veganos, pois muitas vezes, nem imaginamos que um determinado alimento ou bebida apresenta componentes de origem animal. Desse modo, é importante pesquisar bem o que se estar consumindo e entender bem os processos de fabricação do que se ingere. Isso porque ele não contém nenhum elemento de origem animal e os bichos não fazem parte das etapas de produção dos itens. Ao contrário do que muitos pensam, os cosméticos veganos não são mais caros que os demais produtos do mercado. É possível encontrar produtos com todas as faixas de preços sendo acessíveis para todos os públicos.

O Que É Um Vegano:

Isso mostra que o tópico, apesar de muito discutido na atualidade, não é novo. Em um cenário de preocupação com a conservação ambiental, a quantidade de produtos veganos e cruelty free disponíveis no mercado está aumentando. No entanto, nem todo mundo sabe a diferença entre essas nomenclaturas. Os cosméticos veganos possuem plantas ricas em vitaminas, minerais e antioxidantes. Da mesma maneira, possuem maior compatibilidade com a pele do corpo, do rosto assim como com o cabelo. Dessa maneira, são uma excelente opção para peles sensíveis e alérgicas.

Com consumidores cada vez mais preocupados com o impacto que suas compras causam, os cosméticos veganos representam um mercado em constante crescimento. Pensando nisso, escrevi esse artigo para te ajudar a criar cosméticos que atendam essa demanda. Caso você tenha se identificado com a escolha de um suplemento vegano, é bom saber que existem outros tipos de produtos veganos. A Associação Brasileira de Veganismo ressalta que a adesão a essas escolhas contribui para que cada vez mais os animais deixem de sofrer através da exploração e da morte. Além disso, auxilia na diminuição da reprodução artificial deles, já que, quanto menor a procura, menor a oferta. Dentro de suas possibilidades e limitações, os veganos buscam reduzir ao máximo possível o uso ou o consumo de itens produzidos a partir da exploração animal.

o que caracteriza um produto vegano?

Cosméticos Veganos Fazem Sucesso Com Quem Busca Produtos Mais Naturais

Vemos, portanto, que ser vegano é muito mais do que não comer alimentos derivados de animais é lutar todos os dias para que a crueldade contra os animais seja eliminada. Antes de adotar uma dieta vegana, converse com um profissional para entender melhor as propriedades de cada alimento e desse modo fazer escolhas saudáveis na dieta. A seguir, confira a diferença entre um produto vegano e um cruelty free e veja a importância de conhecer esses conceitos de maneira mais profunda. Conforme falamos ali em cima, para um produto ser considerado vegano, ele não pode ser testado em animais nem levar qualquer ingrediente de derivado animal, como cera de abelha ou corante carmim (extraído de besouros). Até porque se deve avaliar as diferenças fisiológicas entre a pele animal e a pele humana, afinal, o homem não é muito parecido com o coelho. Se testes em animais fossem considerados ao pé da letra, o suco de limão seria fatal para o ser humano enquanto arsênio e cicuta, não.

Além de considerar os direitos animais, devemos olhar para toda a produção daquilo que estamos comprando. Certamente, em um mundo ideal, o rótulo vegano e livre de crueldade também se estenderia ao trabalho humano que vai para a obtenção de ingredientes e fabricação de produtos. Por exemplo, a mica é um ingrediente comum em sombras para os olhos e, ainda assim, é conhecida por explorar o trabalho infantil. Assim, sempre que possível, procure também por empresas comprometidas com padrões de trabalho éticos transparentes. De acordo com a Mintel, as vendas de cosméticos veganos aumentaram 100% somente no último ano. O principal mercado sendo os jovens de 16 a 34 anos que demonstram preocupação com o bem-estar animal.

Saiba quais fatores são importantes para criar cosméticos veganos e aproveite as oportunidades desse segmento que só cresce. Consumir produtos veganos também contribui com a redução do número de dejetos de animais que são despejados na natureza e acabam prejudicando a condição climática global. Por isso, a associação também relata que o veganismo gera impactos positivos no meio ambiente. O veganismo é muito mais do que apenas não comer alimentos de origem animal. Ou seja, para ser vegano, não basta apenas mudar a dieta, mas sim, todo um estilo de vida.

Produtos Veganos

Embora todas essas razões para comprar produtos veganos sejam atraentes, alguns compradores não conseguem embarcar se os preços forem muito altos. Você já leu o rótulo de seus produtos de beleza e não conseguiu pronunciar metade dos ingredientes? Se sua mente não consegue compreender o que você está lendo, é bem provável que seu corpo também terá dificuldade em processá-lo. Como nossos corpos estão acostumados a digerir as plantas, também é ótimo para absorvê-las pela pele. De fato, esse único motivo já é suficiente para embasar boas escolhas por cosméticos veganos. Animais de laboratório são mantidos em minúsculas gaiolas e a única emoção que experimentam durante toda a vida é o medo.

Extraído de microalgas e considerado uma das fontes mais puras do nutriente, os benefícios do Ômega 3 DHA estão relatados em diversos estudos científicos. O DHA (ácido docosa-hexaenoico) é um tipo de ômega-3 essencial e não é produzido pelo nosso corpo, ou seja, deve ser adquirido através da alimentação ou suplementação. É um ácido graxo essencial que acumula principalmente nos olhos e tecidos cerebral. Esse superalimento é produzido através de um processo biotecnológico avançado, que torna o DHA de Algas da Ocean Drop uma alternativa 100% vegetal, sustentável e livre de contaminantes. A Chlorella é uma microalga verde com uma composição nutricional incrível, repleta de diversas vitaminas, minerais e compostos bioativos. Diversos estudos científicos já mostraram os benefícios da Chlorella para o auxílio no detox corporal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.