O que perguntar na primeira consulta ao ginecologista

A primeira consulta com ginecologista costuma deixar adolescentes e até pacientes adultas nervosas, sem saber o que esperar. Médico orienta, esclarece dúvidas, faz e solicita exames preventivos essenciais para o bem-estar durante as diferentes fases da vida. Após a mulher completar 35 anos, é comum que a qualidade dos óvulos diminua, fazendo com que o casal possa ter maior dificuldade para engravidar. Assim, é recomendado tentar a gravidez natural durante 6 meses e após esse tempo, é aconselhável procurar ajuda médica.

Por isso, é natural que muitas delas se sintam desconfortáveis na consulta com o ginecologista. A saúde íntima da mulher ainda é um tema delicado, cercado por tabus e estigmas. Estão aí alguns motivos para comparecer à consulta com seu ginecologista regularmente.

Além disso, é importante consultá-lo pelo menos uma vez ao ano com o intuito de prevenir que elas aconteçam. Um outro ponto importante para o ginecologista é entender o seu nível de estresse. Se sua rotina é pesada, com muitos compromissos e responsabilidades, o profissional pode ficar preocupado.

A partir dos 8 ou 9 anos, por exemplo, as dúvidas que podem surgir se referem à puberdade, crescimento das mamas, dos pelos ou do início da menstruação. Geralmente, o início dos ciclos menstruais ocorre por volta dos 12 a 14 anos, portanto, nessa faixa etária é comum que as pacientes visitem o ginecologista para entender questões como cólica e menstruação irregular. Em geral, o profissional deve ser consultado em caso de dores, alterações ginecológicas, dor ao urinar, alterações menstruais, infecções, gravidez, infertilidade, e, sobretudo, ginecologista em palmas para consulta primaria após a primeira menstruação da paciente. Segundo os especialistas, alguns países têm modelos muito bem estruturados em termos de qualidade e segurança dos pacientes. Contudo, a ginecologista afirma que os médicos não estão acima de todos, mas, espera-se que o profissional de saúde que está cuidando da vida da paciente em um momento de vulnerabilidade tenha um cuidado maior. Já para evitar crimes de violência em procedimentos cirúrgicos, diz Branco, os hospitais precisam simplesmente cumprir as normas básicas.

O que é que o ginecologista faz?

Depois da especialização, você pode iniciar seus estudos sobre esse campo de trabalho e atender mulheres que estão com algum problema de saúde, como candidíase e outras infecções do sistema reprodutivo. Aliando algumas técnicas ocidentais, como o uso defármacos, a estratégias orientais, como a aplicação de ervas e ingredientes naturais, você exerce a Ginecologia natural. Assim, fica simples adicionar testes que fortalecem esses cuidados, fornecendo informações sobre o aparelho reprodutor feminino e particularidades de cada paciente. Caso você ache que se sentirá mais à vontade com uma ginecologista mulher, marque a consulta. Nesse sentido, ter um plano de saúde ajuda muito, porque existem muitas opções de médicos narede credenciada. Para o tratamento de doenças é necessário que você siga à risca as orientações do seu ginecologista.

Quando o ginecologista faz exame de toque?

Isso significa que, em nenhum momento, o médico ginecologista ou qualquer outro especialista, deve ficar sozinho com a paciente na sala. Além de consultas de rotina de prevenção do cancro, ele realiza consultas de diagnóstico e de acompanhamento de mulheres que sofrem de doenças oncológicas dos órgãos reprodutivos. O ginecologista oncológico, ou oncoginecologista, é um médico ginecologista que se especializou em oncologia. Sendo assim, as suas principais funções são diagnosticar e tratar cancros do aparelho genital feminino.

Exames comuns na consulta com ginecologista

Hoje trabalho com textos direcionados para a área da saúde, com o objetivo de facilitar o entendimento de alguns detalhes importantes durante o processo de escolha, compra e utilização de convênios médicos. Fizemos esta post para esclarecer as principais dúvidas sobre o que acontece naprimeira consulta com o ginecologista. Dessa maneira, você poderá encarar esse momento com naturalidade, já que faz parte da vida. Durante a sua consulta com o ginecologista, você poderá perguntar o que quiser e o que precisar.

Telemedicina na ginecologia oferece uma série de vantagens, começando por dispensar a necessidade de deslocamento. Quando necessário, o especialista pode indicar visitas ao consultório para um exame mais detalhado. Consulta por videoconferência é, obviamente, a impossibilidade de realizar o exame físico, pois não há contato direto. Aspecto dos seios também é avaliado no exame clínico, a fim de identificar qualquer anormalidade em seu formato, por exemplo.

Meningite: o que é, tipos, sintomas, transmissão e tratamento

Em pacientes com mais de 35 anos, a mamografia já pode ser realizada e em mulheres abaixo dessa idade, geralmente é realizado o ultrassom das mamas. Está associada, normalmente, a presença de outras doenças, como endometriose, inflamações e tumores. A dismenorreia é uma condição clínica em que a mulher apresenta cólicas intensas durante o período menstrual, tão fortes ao ponto de incomodar o cotidiano dessas pacientes. Existem alguns tipos de corrimentos vaginais, como o corrimento marrom, branco e amarelo, por exemplo. Dependendo do tipo, não se torna uma preocupação pois é uma secreção natural do corpo , mas somente um médico ginecologista saberá avaliar.

Deixe um comentário